Follow me on Twitter RSS FEED

Dia 28 de Junho: A tristeza pelo "disparo perdido" e a pergunta de Si Fu.

Posted in
(Uma de minhas fotos favoritas com Si Fu. Mangaratiba.RJ-2013)

Uma das minhas fotos favoritas, que é a de um Domingo em Mangaratiba com Si Fu comendo pastéis no restaurante do pai do irmão Kung Fu Bruno Bernardo, é também uma foto que marca uma conversa simples e inesquecível para mim.
Voltávamos para casa por um caminho que eu não conhecia, era o ano de 2013, e após nos deliciarmos com a comida feita pelo Bruno, que naqueles tempos trabalhava no restaurante, entrei em assuntos de âmbito pessoal com Si Fu. Teria dito ele: "...Sabe o que eu acho? Que às vezes você prepara demais..." - Concordei mentalmente com ele que prosseguiu: "... Acho que você não tem ideia da quantidade de oportunidades que você já perdeu por querer ter uma certeza de que está tudo preparado para só depois tomar uma decisão..." - E então ele finalizou- "...Às vezes a gente precisa agir Thiago..."
Realmente o contexto para ele ter me dito isso, aqui se faz irrelevante, porque essas palavras são bem abrangentes.
(Si Fu no local do "Geuk Jong" no Instituto Moy Yat neste dia 28.06)

Neste dia 28 de Junho de 2019, recebi uma notícia inesperada e que me deixou muito triste, pois afetava diretamente uma pessoa muito importante para mim.
 Infelizmente, não posso fazer muita coisa à respeito.
 E em meio à todos os acontecimentos deste dia tão marcante da inauguração do Instituto Moy Yat, me peguei pensando em minha impotência e no quanto gostaria de me fazer presente nesse momento. Pelo celular, tentei alguns movimentos, mas todos infinitamente abaixo do que gostaria de fazer de verdade. Então, nesse início de tarde, encostado num dos pilares do "Geuk Jong", lembrei das palavras de Si Fu no dia do pastel que narrei acima...
(Somente em 2009 após dois anos de prática, que descobri nesse momento da foto, que para o bom disparo do "Luk Din Bun Gwaan". A configuração inicial deve contemplar os braços esticados)

Quando entendi melhor o bastão "rabo-de-rato"(Si Mei Gwaan) usado no Domínio Luk Din Bun Gwaan. Tomei consciência de que me era possível perceber que na vida, às vezes só temos uma chance. Sim! Porque se você dispara e erra o alvo, seu adversário poderá encurtar a distância antes que você a recupere a ponto de disparar novamente. E assim, você "morre".
Venho lidando desde 2017, com o fato não só de ter errado o disparo da minha vida, mas por ter tido inúmeras chances de disparar outras vezes.
Nesses episódios, posso dizer que minha "Burrice" foi maior que minha "sorte". - "...Às vezes você é meio burrinho Thiago (gargalhada)..." - Disse-me Si Fu rindo bastante no final dos anos 2000. - "Sua capacidade de enxergar as coisas por uma perspectiva histórica, é sua maior qualidade e também sua maior fonte de sofrimento" - Disse de forma séria e assertiva Si Fu na Terça passada.
(O sorriso era para Si Fu que deu a ideia dessa foto.Foi ele 
quem tirou morrendo de rir, numa tarde em Zurich, Suiça)

E para alguém que gosta de pisar no acelerador para resolver as coisa como eu, ficar ali parado me apoiando naquele "Geuk Jong" sem poder fazer nada por alguém tão importante, foi desvastador. Naquele momento, pensei nos inúmeros "disparos perdidos" e pensei em voz alta falando de mim mesmo: "É muito burro..."
Em seguida porém, lembrei-me de uma pergunta feita por Si Fu à mim, durante almoço com a presença de Si Mo e Carmen Maris:
Si Fu: - Thiago, para que serve o "passado"?
Eu: - Para aprender com ele? - Respondi vacilante.
Si Fu: - Para nada! - Falou ele de forma veemente em sua réplica - O passado não serve pra nada. 

Palavras duras para alguém nostálgico como eu. E já que o passado não serve para nada, talvez seja simplesmente o caso de entender, que às vezes simplesmente algumas ruas se fecham para nós. Por burrice ou não.



O discípulo de número 02 do Mestre Senior Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário